26 de jan de 2011

Pe. Rufus

Abaixo uma texto tirada de uma entrevista feita com Pe. Rufus, um sacerdote que tem como ministério a CURA e LIBERTAÇÃO.

Quero falar sobre a necessidade não somente de cura interior, mas também de libertação. Por que todos nós precisamos de libertação? Porque, como diz na Bíblia, temos três fontes do mal nas nossas vidas:

"...porque nosso inimigo
de verdade é espiritual
"


  •  A primeira fonte somos nós mesmos: Se eu pequei preciso me arrepender, não posso culpar as outras pessoas. Preciso refletir sobre como começou aquele pecado. Para curar isso precisamos reatar nosso relacionamento quebrado com Deus. Isso só acontece quando nos arrependemos, daí eu experimento o lindo amor do Pai que nos perdoa. 
  • A segunda fonte do mal são os pecados de nossa família e daqueles que estão próximos a nós: Eles nos ferem com inveja, ciúmes. Os casos que eu vi ontem aqui não foram causados pelas pessoas, nem pelos demônios, mas por aqueles que estavam ao redor delas. Por isso, precisamos não somente de perdão, mas também de cura emocional.
  • A terceira fonte é a força do mal que nos cerca. Essa, inclusive, pode ser a maior fonte dos nossos problemas. Nós não estamos lidando com inimigos de carne e osso, não é minha sogra, meu vizinho, o Hitler… Estamos lutando com os poderes e principados, os exércitos espirituais que estão nos ares! Estamos numa batalha espiritual, porque nosso inimigo de verdade é espiritual.
"...quer você goste ou não, a
verdade é que o demônio existe "
 
Àqueles que não acreditam na existência do demônio é porque nunca leram a Bíblia em suas vidas. Estou dando essa má notícia: quer você goste ou não, a verdade é que o demônio existe. Existe um mal que é um inimigo pessoal. E como eu sei disso? Porque está na Bíblia!
Em uma audiência em 1972, o Papa Paulo VI disse que a maior necessidade da Igreja, hoje, é saber como se proteger, como se defender, contra o demônio. Eu creio que o demônio existe, nem tanto porque está na Bíblia ou porque a Igreja ensina, mas por causa do meu ministério pastoral de cura e libertação. Eu me encontro com casos que não há explicação humana. Nós não temos nem explicação espiritual, exceto o fato que o demônio está trabalhando naquilo.
Eis uma Palavra que vocês não devem esquecer e que está João 10, 10: “O ladrão não vem senão para furtar, matar e destruir. Eu vim para que as ovelhas tenham vida e para que a tenham em abundância”. Qual líder religioso pode ousar a dizer uma coisa como essa? Somente Jesus tem esse poder!


"...aqueles que acreditam que ele não existe, e também aqueles que dão atenção demais a ele, vendo-o em toda a parte ou tendo medo dele "

O demônio existe e podem haver dois extremos: aqueles que acreditam que ele não existe, e também aqueles que dão atenção demais a ele, vendo-o em toda a parte ou tendo medo dele. A atitude correta é aquela do equilíbrio, no meio, que deve evitar ambos os extremos. São Pedro nos ensina que temos somente um inimigo, e ele é o demônio; que nos cerca como um leão, buscando a quem possa devorar. Mas, ele mesmo diz, para que não tenhamos medo, apenas sejamos vigilantes. Mantenham os olhos abertos, estejam preparados, e, então, nada de mal vai acontecer.
O demônio pode nos atingir de três maneiras: pela tentação, pela possessão e pela opressão. A tentação significa que o demônio nos atrai para coisas que normalmente não faríamos. Por que Deus permite que eu seja tentado? Os nossos primeiros pais foram tentados, Jesus foi tentado, Deus não vai permitir que sejamos tentados além de nossas possibilidades, além de nossas forças. E o mais lindo e importante é que o Senhor vai nos dar toda a força que precisarmos para resistir a tentação.

“Todos os dias à noite, devemos pedir perdão a
Deus se caímos na tentação e cometemos o pecado”
  
Todos os dias à noite, nós devemos pedir perdão a Deus se caímos na tentação e cometemos o pecado. Precisamos sempre terminar o nosso dia com um ato de contrição, de arrependimento; e começar o outro dia com uma oração, pedindo para não sucumbir às tentações.
Possessão não significa que o demônio está tentando a pessoa de longe, mas de muito perto, ele entra dentro da pessoa. Esse é o outro extremo. Isso não é tão comum, e somente um sacerdote como um título de exorcista pode proceder um verdadeiro exorcismo. Devemos rezar em silêncio por essas pessoas para que elas possam ser libertas.

24 de jan de 2011

Mais sobre tentações

" Nenhum homem sabe quão mau ele é, até que ele tenha tentado de toda maneira ser bom. Uma idéia tola, mas muito atual é que as pessoas boas não conhecem o significado ou não passam por tentações. Isto é uma mentira óbvia. Só aqueles que tentam resistir a tentação, sabem quão forte ela é. Afinal de contas, você descobre a força do exército inimigo lutando contra ele, não cedendo a ele. Você descobre a força de um vento, tentando caminhar contra ele, não se deitando ao chão. Um homem que cede ante a tentação depois de cinco minutos, simplesmente não sabe o que teria acontecido se tivesse esperado uma hora. Esta é a razão pela qual as pessoas ruins, de certa forma, sabem muito pouco sobre sua maldade. Elas viveram uma vida abrigada por estarem sempre cedendo. Nós nunca descobrimos a força do impulso mal dentro de nós, até que nós tentamos lutar contra ele: e Cristo, porque Ele foi o único homem que nunca se rendeu a tentação, também é o único homem que conhece completamente o que tentação significa--o único realista no total sentido da palavra".

C.S. Lewis


"Ainda não tendes resistido até o sangue,
na luta contra o pecado". (Hb 12,4)


... Na realidade, a maioria de nós nem mesmo fez uma tentativa honesta de resistir a tentação. Nós nos entregamos imediatamente sem ao menos uma boa briga. Nós pensamos: "Eu deixarei de fazer isso semana que vem" ou "Por que lutar agora quando eu sei que eu vou isso fazer novamente de qualquer maneira"? ou "É só uma questão de tempo, e agora é uma hora tão boa quanto qualquer outra". Contudo, a tentação se alimenta de fraquezas e desejos aos quais nos curvamos. Nós precisamos começar a lutar para ver o que realmente é santidade, ver se nós gostaremos disto na eternidade com Deus. Nós também veremos quão fortes nós somos e do que realmente nós somos feitos.

FRACOTES ESPIRITUAIS

Um das coisas que nos fazem ceder tão cedo a tentação é que nós temos freqüentemente a sensação de que vamos falhar de qualquer maneira, assim por que até mesmo lutar? Mas será que estamos tão seguros disto? O problema do ano passado ou do mês passado não nos golpeou com o mesmo desespero? E ainda assim com Deus foi possível passar por ele..
O crescimento espiritual parece tão impossível no momento, e tão fácil quando visto em retrospecto.

QUANDO A DIFICULDADE VEM, DE QUE TIPO É?

DISCIPLINA TESTE/PROVAÇÃO TENTAÇÃO
DO Senhor Deus, Mundo, Satanás O Diabo
RESULTA DE Desobediência Seguir a Deus Orgulho ou Exposição
COMO DISCERNIR Se ajusta ao crime Prova a fé Leva a Perdição
RESPOSTA CERTA Arrependa-se! Persevere Resista!
NÃO Faça pouco caso disso Se acovarde Caia
DEUS DIZ QUE Somos Filhos Seu Nome em Nós A carne é fraca
TERMINA COM Temor e Santidade Morte e Glória Pecado ou Vitória

(Fonte:  Tentações )

CONSELHOS SOBRE AS TENTAÇÕES


.Não vos esforceis para vencer as tentações, porque esse esforço as reforçariam.   Desprezai-as e não vos detenhais nelas.
As tentações contra a fé e contra a pureza são mercadorias oferecidas pelo inimigo. Mas não o temas, procura desprezá-lo.
Enquanto o inimigo faz barulho, é sinal de que ainda não se apossou da tua vontade.  Não te perturbes pelo que te faz passar o anjo rebelde. 

Que a tua vontade seja sempre contrária ao que ele te sugere. E vive tranquila, pois não tens a menor culpa, tens a misericórdia de Deus e méritos para a tua alma. Acaba com essas vãs apreensões. 

Lembra-te que não é o sentimento que constitui a culpa, mas sim, o consentimento na satisfação do sentimento.
 
E que somente a liberdade da vontade é que é capaz de fazer o bem e o mal.
No entanto, quando a vontade geme sob o peso da provação do tentador e não quer o que lhe é apresentado, não só não haverá culpa, como haverá virtude.
Acaso não é por inspiração do Espírito Santo que sabemos que, quanto mais uma alma se aproxima de Deus, mais deve estar preparada para as tentações?
Portanto, se é assim, coragem.
Combate fortemente e receberás o prémio reservado às almas fortes.
Deves recorrer a Deus durante os ataques do inimigo, em Deus deves confiar e d’Ele deves esperar todo o bem. Não te fixes voluntariamente no que o inimigo te apresenta.
Lembra-te que vence quem foge.
Aos primeiros momentos de tentação, deves desviar o pensamento e recorrer ao Senhor.
Diante d’Ele põe-te de joelhos e, com grande humildade, repete esta pequena oração: “Tem misericórdia de mim, Senhor, pois sou uma pobre doente”.
Em seguida levanta-te e, com santa indiferença prossegue os teus afazeres.
.
.
Santo Padre Pio

14 de jan de 2011

Queremos ver Jesus...

Muita vezes não precisamos falar de Jesus, basta sorrirmos para as pessoas, Jesus se encontrará nele (Até no meu onde faltam alguns dentes).  Percebo que as pessoas já estão cansadas de ouvir falar de Jesus, elas querem ver Jesus.

13 de jan de 2011

Saber escutar...

"O que as pessoas mais desejam é alguém que as escute de maneira calma e tranqüila. Em silêncio. Sem dar conselhos. Sem que digam: 'Se eu fosse você...' A gente ama não é a pessoa que fala bonito. É a pessoa que escuta bonito. A fala só é bonita quando ela nasce de uma longa e silenciosa escuta. É na escuta que o amor começa E é na não escuta que ele termina." 

Rubem Alves

10 de jan de 2011

Respondendo a um comentário

Irmão em Cristo (desculpe não sei seu nome"), conheço sim a história de Saulo, que se tornou Paulo, além das leituras diárias ou semanais que temos na nossa liturgia nas Santas Missas com as cartas de Paulo, também tivemos 1 ano dedicado as suas cartas, que são belíssimas principalmentes quando são lidas com discernimento, com humildade, e com uma "olhar" misericordioso, claro isso não somente as cartas de Paulo, mas toda a Bíblia Sagrada.

Agradeço pelas suas orações pois estou precisando bastante, e sei que na sua essência tens um bom coração e boas intenções, onde quem sabe um dia possamos partilhar as maravilhas de Deus em nossas vidas, mesmo estando em igrejas diferentes. Partilhar o grande Amor de Deus que senti no início da minha grande conversão, onde tinha vontade de gritar para todos esse Amor, partilhar a Sua misericórdia, onde mesmo na lama do pecado, Ele nos refaz a cada dia, nos ensinando que o AMOR é a maior verdade que nestes tempos precisa ser proclamado, e não imposto nas pessoas, que a verdade, sem caridade e da forma errada se torna apenas chateação e incomodo para as pessoas que precisam conhecer esse Amor Divino sendo o primeiro passo para uma conversão livre e espontânea.

 Lembro no início da minha conversão, quando senti esse AMOR, fiquei tão empolgado que queria anunciar, mostrar a "verdade" para as pessoas, mas com o tempo, percebi que não era bem assim, nao pode ser imposta, mas devemos buscar implantar sementes nas pessoas de forma simples e caridosa. Percebi que ainda era imaturo e que não sou mestre (Tiago 3,1) mas apenas um servo, um discípulo, onde atualmente busco ter cautela e prudencia na minha evangelização, deixando o Espirito Santo falar através de mim, quando Ele deseja falar, caso contrário, silencio, abraço, sorrio e tento dar um testemunho, mesmo consciente de minhas limitações humanas, mas mesmo assim as vezes falo pela minha humanidade.

Irmão, no início eu acho que afastava mais as pessoas da religião e de Deus do que as aproximavam,
apresentava mais um JESUS "pesado" do que  JESUS que alivia o nosso fardo por que Ele é manso e humilde de coração, ainda hoje peço perdão a Deus por essas pessoas onde fui causa de queda para elas. Tinha épocas que faziam jejuns o orações, mas me faltava AMOR e Misericórdia, e nao foi suficiente... em fm, é um desabafo meu também.

Achei muito legal quando o Papa João Paulo II pediu perdão pelos servos da igreja Católica que erraram com a humanidade e contra o Evangelho, e é por isso e muitos outros motivos que cada vez mais sou um grande admirador dessa Igreja, que é composta por homens pecadores assim como eu, mas Divina na sua essência, que antes pregava e forçava as pessoas À conversão até com inquisições e indulgências, mas hoje Ela prega o AMOR de Deus, sem faltar com a verdade Evangélica de Cristo.



Irmão, mas uma vez agradeço pelas suas orações, sabendo que eu e minha família precisam muito delas, e que o Senhor JESUS CRISTO nosso Senhor e Salvador te abençoe sempre, e me perdoe por algo.

Abraços.