23 de ago de 2011

Buscar fazer a vontade de Deus e estar fazendo as coisas de Deus.

Para nós que buscamoss servir ao Senhor nosso Deus:

  • Quero ficar vivendo minha "vidinha", no meu "mundinho". Faço minhas orações e ajudo a igreja quando posso. Nao mexo com ninguém e ninguém mexe comigo (pessoas são complicadas).

    É .... Mas Deus lhe chama a viver entre irmãos pois eles precisam de você e você deles.


  • Eles queriam viver a vida religiosa , mas Deus Os chamou ao matrimônio, e foram pai e mãe de uma santa e depois também se tornaram santos.

  • Ele queria viver uma vida consagrada, inteiramente entregue ao serviço de Deus,  mas seu chamado era ser um profissional, Deus precisa de você lá;

  • Ela queria estar numa Comunidade Carismática, mas acabou se encontrando sendo catequista, ajudando sua paróquia catequizando crianças;

  • Ele queria está escondido no meio do povo, se acha muito tímido e incapacitado para tais funções dentro da igreja, mas foi chamado para ficar a frente de um povo;

  • Ele queria ser um grande profissional, uma carreira bem sucedida, mas foi chamado a abandonar o tudo e ser pescador de homens;

  • Ela queria estar servindo numa pastoral, mas foi chamada a servir numa Comunidade Carismática, utilizando-se do seu carisma.

  • Ela queria estar numa missão ajudando os miseráveis da África, mas foi chamada a ser missionária na sua casa, no seu bairro.
  • Ele queria ir para um país pagão sofrer o martírio por Amor a Deus, mas foi chamado a ser missionário na sua cidade;
  • Ela queria cantar num grande evento,  pois tinha uma voz belissima, provido de grandes talentos músicais. mas foi chamado a usar seus dons para Deus.
  • Ele queria ser um ator de teatro ou talvez um jogador de fubetol, mas foi chamado a Papa;
  • Ela queria ajudar a cuidar dos pobres, mas foi chamada a ser intercessora;
  •  Ele queria viver como Francisco de Assis no meio dos pobres, mas foi chamado a viver no meio de diretores, presidentes e pessoas de alto escalão, pois Deus precisa está lá com eles.
  •  Ele queria ser um grande soldado, tendo grandes armas, conhecedor de táticas de lutas e guerras, mas foi chamado a combater pelas armas do AMOR, ALEGRIA e HUMILDADE.

  • Ele queria ser um homem dotados com grandes talentos e dons sobrenaturais, dons de profecia, dons de ciência, dons de milagres, mas foi lhe dado o maior de todos os dons: o AMOR.

  • Ele primeiro queria ser um grande soldado das cruzadas, mas foi chamado para restaurar uma igreja. Depois ele queria restaurar a igreja, mas na verdade foi chamado a restaurar o coração da Igreja. 

  • Eles queriam ser dentista e fisioterapeuta mas foram chamados a cuidar de um povo;
  • Ele queria ser um sacerdote, mas foi chamado a levar a Eucaristia para os doentes, ir até onde os sacerdotes tem dificuldades em ir.

  • Queria buscar a santidade, mas está longe de mim,  chego nem perto. Mas mesmo assim Ele me chama a isso, e me ajudará.

Os designios de Deus são insondáveis (Tb 3,20), é um grande mistério. Ele nos surpreende a cada dia, cada situação e em cada pessoa, só nos restar confiar e buscar fazer a Sua vontade. Tendo a certeza de que não ficaremos frustados, depecionados e tristes. Muitas vezes queremos estar fazendo as coisas de Deus, que nem sempre é a vontade Dele. Deus realiza em nós os sonhos mais lindos que nem imaginamos, e que nos preencherá com toda a paz.


 "Disse-lhes Jesus: Meu alimento é fazer a vontade
daquele que me enviou e cumprir a sua obra". (Jo 4,34)


__________

HISTÓRIA DAS TRÊS ÁRVORES

Havia, numa cidade, três pequenas árvores que sonhavam o que seriam depois de grandes.

A primeira, olhando as estrelas, disse:

- Eu quero ser o baú mais precioso do mundo, cheio de tesouros. Para tal, até me disponho a ser cortada.

A segunda olhou para o riacho e suspirou:

- Eu quero ser um grande navio para transportar reis e rainhas.

A terceira árvore olhou o vale e disse:

- Quero ficar aqui no alto da montanha e crescer tanto, mas tanto, que as pessoas, ao olharem para mim, levantem seus olhos e pensem em Deus.

Muitos anos se passaram e certo dia vieram três lenhadores e cortaram as três árvores, todas ansiosas em serem transformadas naquilo que sonhavam.

Mas lenhadores não costumam ouvir e nem entender sonhos... Que pena!

A primeira árvore acabou sendo transformada num coxo de animais, coberto de feno. A segunda virou um simples e pequeno barco de pesca, carregando pessoas e peixes todos os dias. E a terceira, mesmo sonhando em ficar no alto da montanha, acabou cortada em grossas vigas e colocada de lado num depósito.

E todas as três se perguntavam desiludidas e tristes: "- Para que isso?"

Mas, numa certa noite, cheia de luz e de estrelas, onde havia mil melodias no ar, uma jovem mulher colocou seu bebê recém nascido naquele coxo de animais. E, de repente, a primeira árvore percebeu que continha o maior tesouro do mundo.

A segunda árvore, anos mais tarde, acabou transportando um homem que acabou dormindo no barco, e, no meio de uma tempestade, quando o estavam quase afundando, o homem levantou e disse ao mar revolto: "Sossegai". Num relance, a segunda árvore entendeu que estava carregando o Rei dos Céus e da Terra.

Tempos mais tarde, numa sexta-feira, a terceira árvore espantou-se quando suas vigas foram unidas em forma de cruz e um homem foi pregado nela, pois fora condenado à morte, mesmo sendo inocente.

Logo, sentiu-se horrível e cruel. Mas no domingo, o mundo vibrou de alegria e a terceira árvore entendeu que nela havia sido pregado um homem para salvação da humanidade, e que as pessoas sempre se lembrariam de Deus e de Seu Filho Jesus Cristo ao olharem para ela.

Eis a moral da história: as árvores tinham sonhos, mas as suas realizações foram mil vezes melhores e mais sábias do que haviam imaginado.


Nenhum comentário:

Postar um comentário