1 de set de 2011

O AMOR

Percebi que não preciso estar cuidando de crianças pobres numa creche para viver o AMOR;
não preciso estar cuidando dos pobres para viver o AMOR;
não preciso estar num hospital cuidando de doentes cheio de feridas para viver o AMOR;

O Amor é agora, nas circunstâncias atuais, mesmo nas nossas limitações, pode ser nas pequenas coisas, e nas grandes também. Mas não deixa de ser AMOR,pois faço aquilo que me esforço para fazer, onde para alguns pode ser nada, mais para mim é um grande esforço, mas busco fazer esse AMOR, mesmo não conseguindo.

"Um crê poder comer de tudo; outro,
que é fraco, só come legumes". (Rm 14,2)

O AMOR me sonda e sabe até onde posso ir. Mas me pede sempre para ir um pouco mais,
mas sem pressão, respeitando meus limites, e me encoraja a ir mais.
É dificil, mas o AMOR tem paciencia comigo, me espera, e suporta meus abusos, minhas desobediências, meus erros quando não consigo. o AMOR faz tudo isso pra mim sem interesse algum, mesmo que, nao tenho nada mesmo para Lhe oferecer.

"Chegando uma pobre viúva, lançou duas pequenas moedas,
no valor de apenas um quadrante". (Mc 12,42)


O AMOR se alegra quando consigo ir um pouco mais, quando consigo fazer o que não conseguia.

O AMOR sabe lidar comigo, não grita, não se irrita comigo, e quando erro com Ele, o AMOR não guarda rancor.

O AMOR acredita em mim, mesmo eu mesmo nao acreditando.

Depois de tudo isso, talvez eu possa cuidar de várias crianças numa creche, cuidar dos pobres e limpar
feridas dos doentes (que também isso é AMOR), quem sabe...

Mas em toda a minha vida, o AMOR me diz que sempre AMEI, mesmo não conseguindo AMAR, pois o 
meu esforço já é AMOR.

--------------------


O amor é paciente, é benfazejo; não é invejoso, não é presunçoso nem se incha de orgulho;    
não faz nada de vergonhoso, não é interesseiro, não se encoleriza, não leva em conta o mal sofrido;    
não se alegra com a injustiça, mas fica alegre com a verdade.    
Ele desculpa tudo, crê tudo, espera tudo, suporta tudo.    
O amor jamais acabará.

(I COR 13,4-8)



-------------------






"O grande segredo da vida é viver o dia
Amanhã não sei o que vai ser, melhor viver agora
A vida passa tão depressa, semelhante ao vento
Não espere para amar depois
Talvez não dê mais tempo
Amor foi feito para amar
Perdão foi feito pra se dar
Não semeie pra colher depois, o tal ressentimento
Portanto é melhor viver
Pensando ser a despedida
Olhando tudo ao seu redor
Como quem vai embora"

(trecho da música : O Amor É Agora Pe. Fábio de Melo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário