5 de ago de 2012

Missão Castelo Encanto - Onde tudo começou - Parte I

Ano 2000, era por volta do meio dia. Fui para a capela antiga de São José no Castelo Encantado. Levava comigo minha bíblia, terço e violão. Fiquei em oração dentro da capela, estava fechada, rua meio deserta e sol quente.

Rezava diante de um quadro do Jesus Bom Pastor. De repente, escutei uma voz dentro de mim que se repetia

 -- Vai procurar / buscar minha igreja;

Não lembro se era procurar, buscar ou outro verbo, mas foi bem claro.  Fiquei pensando.. que eram palavras da minha imaginação, querendo ser FRANCISCO de Assis.

Depois comecei a ter visões, minha mente projetava uma imagem como uma vela se apagando, andava na rua, e me vinha essa imagem na minha mente.

Um tempo depois, a capela onde tinha feito a oração, foi demolida, devido a construção de uma fábrica de manteiga no bairro. Depois disso, as atividades da capela no bairro começaram a diminuir e enfraquecer, foi quando num evento da comunidade que participava, a pessoa de frente falou, mais ou menos nessas palavra:
-- Que o Castelo encantado  precisava de ajuda, que estava como "VELA SE APAGANDO" devido a demolição da capela.

Quando ele falou essa frase foi estranho, por que me lembrei da imagem que tive.

Depois veio em minha casa, uma pessoa o João Filho, eu o conhecia, mas nao conversávamos muito, mas ele foi em casa conversar sobre a capela, e ele falou a mesma frase, "vela se apagando".Mais uma vez fiquei impressionado, e lhe contei a historia da mensagem da capela e da visão da vela se apagando. João me disse então que Deus estava me pedindo para procurar erguer uma outra capela no bairro. Me achava incapacitado, até pela situação que passava na época, meio que desempregado, recebendo dinheiro através de treinamentos que na época estava ministrando na Evolucao Informática.

Um domingo a noite, fui para casa de oração rezar para saber se realmente era a vontade de Deus, após  a oração a peguei a Bíblia e abriu na passagem Ezequiel 45, onde falava da construção de um templo para o Senhor. Pronto, estava confirmado a vontade de Deus.

No dia 18 de Maio de 2001, fui registrar meu filho que tinha nascido no dia 14 de Maio no cartório. Na volta pra casa, passei na paróquia da Saúde, para falar com o Padre Edilson, ná época era o Administrador Paroquial. Ele estava atendendo uma pessoa e tinha mais uma outra pessoa esperando para ser atendida,  era por volta das 16:00. Depois de um certo tempo, consegui falar com ele, cheguei na sua sala e lhe disse que estava disposto a ajudar na procura de um novo lugar pra capela. Ele me falou que a capela tinha sida idenizada com R$20.000,00, e estava na paróquia, mas que ninguem do bairro o procurou. Então me dispôs a buscar a capela.


Capela na sua primeira versão, após ter conseguido a sua aquisição


Nenhum comentário:

Postar um comentário