10 de fev de 2014

Distrações que nos afastam da oração

Hoje na Santa Missa, num momento de oração, baixei a cabeça e fechei meus olhos.

Vi aqueles doces do jogo candy crush, caindo.

E escutei uma voz dentro de mim, me dizendo quantas vezes eu troquei meu valioso momento de oração pela preguiça e ficava jogando esse jogo.

Na Santa Missa, onde se falava do Sal e Luz do Mundo, Pe. Edilson na homilia nos falou que para ser sal e luz do mundo, nao conseguimos sozinhos, mas precismo estar com Deus, pela oração, pela leitura da palavra, pelos sacramentos. E dentro de mim, aquele voz dizendo que seu o seu Coração ficava triste por eu ficar nesse jogo ao invés do momento da oração.


Me veio também um sentimento que não somos mais crianças, que é uma necessidade de termos esse momento de oração. O tempo de coisas de meninos passaram, estão vindo nossos desafios, novas batalhas,e que precisamos ser firmes e não deixarmos ser distraído por bobagens.

"Quando eu era criança, falava como criança, 
pensava como criança, raciocinava como criança.
 Desde que me tornei homem, eliminei as coisas de criança". (1Cor 13,11)

Ao chegar na casa de minha noiva, e falar o que tinha sentido, ela disse que também sentiu a mesma coisa na Missa que ela foi, e que já tinha desinstalado o jogo. 

Vou fazer o mesmo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário