27 de fev de 2014

Oração feita pelo Papa João Paulo II a Wanda Póltawnska

Deus meu, agora mais
que nunca antes, estou diante de ti.
Estou continuamente diante de ti
Até agora estive mais dentro de mim
e vi a mim mesmo. Agora permite
de certo modo perder a mim mesmo, como se
deixasse de existir, como se deixasse de ser
aquilo que fui até agora. Não sou mais capaz
de ser aquele e não sou sequer capaz
ainda de ser diferente, assim como tu queres
que eu seja.

Tens o direito de querer isso
pois sou a tua criatura.
No entanto sofro, embora compreenda esse direito
e o reconheça.
É tão difícil para mim deixar de ser eu mesmo.
Oh se pudesse pelo menos conhecer aquele que deveria ser.
Sei que tu não destróis nada,
somente crias. Tu nos cria através da natureza,
e de modo novo nos cria mediante a graça,
creio nisto, assim como creio em ti com a minha fé
agora muito sofredor por causa da experiencia
da minha fraqueza e incapacidade.
Ajuda-me a encontrar em mim mesmo e ajuda-me
a encontrar-Te dentro e mim.

E até quando devo perder-me na escuridão
do meu próprio ser, seguram-me
pela mão como a tua criança,
concede-me compreender
a Ti e ao Teu agir também
através das pessoas que pusestes no meu caminho.
Eu te peço, para que eu não perca jamais
a esperança em Ti e não ceda ao desespero.
Eu te peço, para que eu saiba submeter-me
a tua guia
eu te peço, para que eu possa pagar
plenamente a dívida da minha vida
nas tarefas que me confias,
nas pessoas que necessitam da minha ajuda.

Desejo realizar em tudo e por tudo
a vocação a minha vida. Desejo
sempre mais a altura dela, para que
tudo aquilo que sempre fiz,
com a convicção de que fosse meu dever,
eu possa fazê-lo ainda melhor,
com uma dedicação mais plena e, ao mesmo tempo,
com grande simplicidade e profunda paz.

Eu te suplico que me dês a paz da alma e dos sentimentos
e as forças necessárias ao corpo.
Faze-me ser um apoio para Tati Pinheiro
e permite-me educar bem meus filhos.
Perdoa-me as culpas, purifica todo o meu ser
e guia-me no caminho no qual
Tu sempre estarás

Amém

Oração feita por Karol Wojtyla no dia 13 de fevereiro(dia e mes do meu casamento com Tatiana) de 1963 para Wanda Póltawnska e seu esposo Andrzej.

Nenhum comentário:

Postar um comentário