13 de nov de 2014

Vamos! Você consegue!

Ontem me bateu um forte desânimo.... achando que o pecado está me vencendo aos poucos, está me "matando na unha", e ontem foi um desses dias que Ele estava conseguindo.

Mas por AMOR, MISERICÓRDIA e PROVIDÊNCIA, recebi um texto de uma amiga, irmã, onde Nele Deus me disse através desse texto que jamais desistirá de mim.

Obrigado Paula Lustosa.

Foi muito providente, foi um dos melhores textos que já recebi.
 
 
O sentido de expor aqui, é saber que também muitos querem desistir, por acharem que não estão conseguindo, onde espero que esse texto também os ajude.
 
 
Deus te abençoe
Um abençoado dia!
 
 
"Levantou-se, pois, e foi ter com seu pai. Estava ainda longe, quando seu pai o viu e, movido de compaixão, correu-lhe ao encontro, lançou-se-lhe ao pescoço e o beijou". (Lc 15,20)
"E por mais que me falem eu não vou desistir, sei que nada sou, por isso estou aqui."
(Abraço de Pai)


"Deus sempre veio ao meu encontro e acabei continuando, apesar da minha fraqueza. Ele sempre soube reconfortar-me.
É como se Ele me dissesse: “Vamos! Você consegue!”.


-------------------------


"Há alguns dias, pensei em você. Não o conheço, mas posso imaginar o que você sente. O desânimo costuma ser nossa maior tentação. Gostaríamos de deixar tudo de lado e dedicar-nos a nós mesmos. Depois de tanta entrega, perguntamos: para quê? Afinal de contas, poucos agradecem.
Enquanto lhe escrevo, escuto um concerto de música clássica. São nove horas de noite. Escrevo no folheto com o programa do concerto, porque não trouxe papel.
É muito estranho escrever-lhe assim, mas senti esta necessidade na alma e não pude evitar.
Eu estava ouvindo o concerto quando, de repente, recordei as vezes em que me vi tentado a deixar de escrever. Curiosamente, Deus sempre veio ao meu encontro e acabei continuando, apesar da minha fraqueza. Ele sempre soube reconfortar-me.
É como se Ele me dissesse: “Vamos! Você consegue!”.
E, como você pode ver, até no programa de um concerto eu escrevo...
Então, pensei: “Neste momento, será que alguém está duvidando?”.
Rezei por você. Para que você persevere. Não se renda. Deus quer que você confie e se abandone em suas mãos de Pai.

Continuei rezando e estes pensamentos vieram à minha mente, como se o próprio Jesus estivesse lhe falando:
“Por que você me abandona?
Não sabe que eu te amo e preciso de você?
Preciso das suas mãos para consolar o aflito,
dos teus pés para levar minha Palavra,
da sua voz para falar de esperança,
do seu coração para mostrar ao mundo a pureza,
da sua fé, para incendiar o mundo,
e do seu amor para ser consolado.

Se você me deixar, a quem enviarei?

Não acha que vale a pena o sacrifício?
A vida é tão curta...
Dedique-a a mim.
Eu saberei recompensar você!”

Nenhum comentário:

Postar um comentário